se-cuidar

Se cuidar é se amar ♥

Continue Reading
look-verão-trabalho

Como trabalhar no verão sem derreter

Continue Reading
paraty-rj

Paraty e suas portinhas coloridas ❤

Continue Reading
look-ano-novo

4 formas de reaproveitar o look do ano novo

Continue Reading
Vamos Conversar?

Se cuidar é se amar ♥

By on 7 de fevereiro de 2018
se-cuidar

A gente vive falando sobre autoestima, amor próprio, se amar. Mas todo amor precisa ser demonstrado e com o tal do amor próprio não é diferente, né?!

Nós, mulheres, arranjamos tempo para cuidar dos outros, dos filhos, do companheiro, das amigas, mas e o cuidado com a gente mesma, tá rolando? Autocuidado é autoamor. E quando falo de autocuidado é no sentido mais amplo possível, é se cuidar em todas as esferas.

O autocuidado perpassa por todos os aspectos da nossa vida, é se examinar, ver o que não está legal e procurar como melhorar isso. É ser responsável com a gente, com nossas atitudes, é se respeitar, se questionar sobre o que te faz feliz, o que te motiva, quais são os seus limites. É se permitir não fazer nada de vez em quando, mas também saber a hora de se levantar e agir. Autocuidado passa também por cuidar da nossa saúde, tanto a física, quanto a emocional e a mental.

Somos bombardeadas o tempo todo com pressões, comparações, com notícias assustadoras, coisas que abalam nossa saúde mental, e o que temos feito para resguardá-la? E sua saúde emocional, como anda? É normal a gente não saber como lidar com tudo, tem horas que a vida parece mais pesada do que a gente consegue aguentar mesmo, mas nem sempre você precisa lidar com tudo sozinha, sabia?! Com certeza existem pessoas do seu lado dispostas a te ajudar e segurar na sua mão nesse momento, e em alguns momentos um auxílio profissional ajuda muito também! Foi difícil eu reconhecer que precisava de terapia para lidar com situações difíceis da minha vida e as marcas que elas deixaram, mas confesso que é um processo maravilhoso de autoconhecimento e cura fazer terapia. Então não hesite em procurar um psicólogo caso sinta que precisa!

Cuidado com suas relações, relacionamentos tóxicos e abusivos podem destruir nossa autoestima sem ao menos percebermos. Aquela pessoa que faz você se sentir envergonhada de si mesma ou inferior pode não ser tão sua amiga assim, um parceiro que te agride verbalmente, que te chantageia emocionalmente pode não ser o “amor da sua vida”. Pessoas que te manipulam em troca de interesses, que fazem você pensar que nunca vai conseguir realizar seus sonhos ou que dizem que você “não é tão bonita assim”, aos poucos vão minando sua alegria e talvez não sejam o tipo ideal pra se ter por perto. A gente precisa cuidar da nossa saúde mental e emocional como deveria cuidar da saúde física. A propósito, não negligencie os sinais que seu corpo dá! Se tem algo de estranho, não demore a procurar um médico, fazer exames e verificar o que tá acontecendo. Nosso corpo é nosso lar.

amor-proprio

Quando a gente se cuida, a gente mostra o quanto se ama. Umas das lembranças que eu tenho da minha mãe e que me recordo com carinho é que sempre antes de dormir ela passava cremes hidratantes e anti-idade no rosto. Era o ritual dela. Isso me influenciou, me fez perceber o quanto ela se amava através desse simples ato de cuidado com ela mesma. Ela, que sempre cuidava de nós, também separava um tempinho pra cuidar dela. Pode parecer algo pequeno, mas eu como filha, ao assistir isso, entendi, sem ela falar nada, o quanto é importante o autocuidado, o quanto a gente se ama mesmo com atitudes pequenas. Seja tomando um banho quentinho e gostoso depois daquele dia péssimo, se levando pra tomar um sorvete, usando aquela roupa mega confortável, se permitindo não fazer nada ou se permitindo fazer aquele curso dos sonhos,  seja se afastando de quem te faz mal, ou se dando uma chance de vez em quando.

autocuidado
Registro de um dia em que eu ME levei pra tomar café, depois de uma semana complicadinha em que eu achava que ia explodir ♡

São inúmeras as formas de cuidado com a gente mesma, é importante estar atenta, se entender, ouvir seus sentimentos, sua mente, seu corpo. Se olhe com mais carinho, não seja tão dura com você, não se cobre tanto, se compreenda um pouquinho mais.

Pense no que você pode fazer hoje pelo seu próprio bem! Se cuide, se ame! ♥

 

 

 

Veja Também:

Share

Dicas | Moda

Como trabalhar no verão sem derreter

By on 24 de janeiro de 2018
look-verão-trabalho

Verão combina com praia, sombra e água fresca, não é mesmo?! Mas a realidade é dura e nem sempre nos permite isso. Sair no calor é desanimador de todas as formas, e pode transformar o ato de se vestir pra o trabalho em uma ação um tanto desafiadora. Afinal a vontade é de ir trabalhar de shortinho jeans e regata, mas não pode, né?! Por isso vim dar algumas dicas de como se vestir para trabalhar nesse calor sem derreter.

Preste atenção no tecido que está vestindo!

É bem importante verificar a composição dos tecidos. Em geral, os ideais para se usar no verão são os naturais (algodão, seda e linho), ou mistos (com porcentagem maior dos naturais), pois permitem que o corpo respire. Os tecidos de fibras sintéticas (poliéster, poliamida, microfibras) geralmente impedem a transpiração, o que facilita o mau cheiro e  aumenta a sensação de calor.

look-verão
Paula Martins | Jojo Moura | Pinterest

Mesmo camisas podem ser fresquinhas se forem de tecidos naturais, e é uma ótima alternativa trocar a calça jeans ou de microfibras por uma calça de linho, que é bem mais leve e é de fibra natural.

Observe a cor!

Roupas de cores mais claras – como branco, off-white, amarelo claro, salmão – dão uma sensação de maior frescor e leveza. Cores mais escuras – como preto, cinza, azul marinho – absorvem mais o calor, deixando a sensação térmica maior.

look-verão

Varie os modelos das calças

Em vez de só usar calça jeans ou de microfibra, que tal investir em Pantalonas, Pantacourts ou calças Pijama? Elas podem fazer look bem office e ainda assim te deixar fresquinha. Pantalonas em geral são de tecidos mais leves e como são mais soltas o ar circula entre elas, as pantacourts são como pantalonas porém mais curtas e mais moderninhas, e as calças pijama geralmente também são mais leves e soltinhas no corpo – não ficam apertando nem agarrando na perna. As calças pijama são um pouco mais descontraídas, então se o ambiente de trabalho for mais formal é bom evitá-las.

look-pantalona

Pinterest | Style Pantry | Andrea Rudge

pantacourt-verão
Mari Flor da Rosa | Pinterest
calça-pijama
Eu! 😀 Essa calça pijama é bem confortável para dias de maior calor. Se o trabalho for mais formal é bom evitar muitas estampas, e optar pelos modelos mais lisos.

Bote as perninhas pra jogo (com moderação, afinal é look trabalho)!

Nesses dias de muito calor vale trocar a calça comprida pelas saias e vestidos. O ideal são os modelos mais retos e um pouquinho abaixo do joelho e que não marquem nem modelem muito o corpo (deixe isso pra outras ocasiões! 😉 ) As saias longas também são uma boa pedida, já que geralmente são de tecidos mais fluidos e leves. Mais uma vez eu falo: é bom ficar atenta às estampas! Em ambientes de trabalho onde o Dress Code seja mais formal é bom evitar muitas estampas, cores fortes e modelos de roupas mais descontraídos.

vestido-verão

saia-look-verão

Vale ainda lembrar que nesse calor ninguém merece colar agarrando no pescoço, né?! É válido trocar o colar por brincos mais próximos à orelha e anéis, que incomodam menos no calor.

Lembre-se que é bom ter cuidado sempre com a escolha do look para o trabalho. Mesmo em ambientes mais informais ainda é trabalho, então não “pode tudo” não, viu?! 

Mas e aí, como você tem sobrevivido ao calor? Tem alguma dica a mais para a gente não derreter nesse verão?    

 

Veja Também:

Share

Dicas

Paraty e suas portinhas coloridas ❤

By on 17 de janeiro de 2018
paraty-rj

Eu amo lugares fofos, com história, cultura e arte, além de arquiteturas bonitas e encantadoras. E no final do ano passado tive a oportunidade de viajar para Paraty com a família e fiquei por lá no natal. Preciso nem dizer que fiquei apaixonada, né?! A cidade é mega charmosa e encantadora, pura poesia… ❤

A gente ficou em uma casa localizada na Prainha, um bairrozinho de Paraty, e ela era de frente para a praia, que se encontrava com um rio. Então nossa vista todos os dias era essa:

paraty

Nada mal, né?! 😀

Lugares que vale conhecer!

Essa praia, chamada Prainha, é super tranquila, bem família, e a água é morninha, transparente e sem ondas (melhor praia hehe). Além de aproveitar essa praia quase todos os dias, fomos ao Centro Histórico de Paraty, que tem muitas lojinhas de souvenirs, cafés charmosos, lojas de cachaças e bebidas e muitas opções de lugares pra comer, além da Livraria das Marés e da loja Sobral, que tem os acessórios mais lindos que eu amo.

paraty
Essas ruazinhas encantadoras <3

igreja-paraty

Vamos falar de comida?! Vamos! Fomos a vários lugares comer, mas vou deixar aqui a dica de dois que eu curti demais:

Manuê

O Manuê é um lugar super descontraído, com uma decoração fofa, cheio de quadrinhos inspiradores na parede. Os sanduíches de lá são uma delícia (tem os wraps mais deliciosos) e os sucos também. Ah! E vale pedir o brownie na taça como sobremesa, é perfeito! 😍 Fica no centro histórico e é super aconchegante!

korcora Mambucaba PUB

Eu sou suspeita porque amo lugares com decoração fofa (já perceberam, né) mas a decoração do Korcora também é uma graça, e o lugar é bem aconchegante. É um pouquinho retirado do centro de Paraty, coisa de uns 30 minutos, aproximadamente. Ele tem uma batata que parece um escondidinho, com queijo por cima que é uma loucura! O escondidinho de camarão com batata baroa também é ótimo. Pra quem curte beber eles tem muitas opções de drinks e bebidas. Eu fiquei na caipifruta sem álcool mesmo porque não sou chegada hehe

caipifruta

Meus Looks

Falei lá no instagram  @modaeconsciencia, segue lá!) que em passeios e viagens costumo dar preferência a looks mais confortáveis, porque minha prioridade é realmente curtir o momento, e nada a ver ficar ajeitando roupa, puxando pra cá e pra lá, né?! Como boa adepta da pantacourt levei duas, além da minha T-shirt preferida, cropped, e algumas roupas de frio caso o tempo mudasse. Levei uma saia, calça comprida, um vestidinho, além da roupa de banho. Para os pés, nada de salto, levei um oxford bem confortável – e a dica pra quem vai pra Paraty é ir munido de um sapato bem confortável pra andar nas ruas de pedra, porque não é mole não  – uma sandália rasteira e um mocassim metalizado. 

look-pantacourt

look-pantacourt

Ficou faltando vários lugares pra conhecer ainda, como a praia de Trindade, São Gonçalinho, e tantos outros. Mas deu pra curtir e relaxar bastante! Já quero voltar ❤

E você, já conhece essa cidade que é só amor? Tem alguma dica legal de lá? Conta pra mim!! 🙂

Veja Também:

Share

Moda

4 formas de reaproveitar o look do ano novo

By on 10 de janeiro de 2018
look-ano-novo

Passou o natal, passou o ano novo, voltamos à realidade, e muita gente fica sem saber como reutilizar o look das festas – principalmente os do ano novo – sem parecer que tá indo pra um réveillon fora de época ou pular as sete ondinhas (risos).

Muita gente opta por usar o branco na passagem de ano e depois acaba sem saber como levá-lo para o dia a dia, mas ele pode ser um super aliado nesse verão que já chegou chegando (principalmente no Rildijaneiro), por ser um tom claro e geralmente fresquinho, além do branco trazer um toque de elegância às produções.

1. Use e abuse dos acessórios

A primeira dica pra tirar o look branco do óbvio e da cara de “ano novo” é abusando dos acessórios, e vale sapato colorido, bolsa com cor forte, chapéu, estampa, animal print, tudo aquilo que for “dividir” a atenção e “desviar” um pouco o olhar do branco. look ano novo

2. Se joga nas tendências

tendencia-de-moda

Uma alternativa pra deixar o look mais interessante é adicionar algo que seja tendência, como nesse look, onde foi usada a estampa Vichy – forte tendência dessa temporada – ou ainda como nesse abaixo com o oxford metalizado e óculos espelhado. Não ficou um arraso?! 😍

metalizado

3. Vai de tênis!

O tênis exerce um contraponto super legal em looks com peças mais elaboradas e tecidos mais nobres. Ele traz um ar cool e moderno ao visual e é super usado por fashionistas, além de ser super confortável – ideal para o dia a dia. Ele pode ser usado com vestido curto ou longo, com macaquinhos, macacões, saias – curtas ou longas, e o que mais a sua criatividade permitir.look-tenis

Quem não curtir o tênis mais esportivo, pode optar pelo oxford, que já “quebra” um pouco a peça mais nobre e transmite modernidade. O ar um pouco mais masculino do oxford também gera um contraponto legal com o visual branco e tira o look do “óbvio”. oxford

4. Aposte no Hi-Lo

Vez ou outra eu falo por aqui do Hi-Lo, mas é porque eu acho um truque de styling fantástico e mega criativo. O Hi-Lo (high-low) consiste em unir peças de universos opostos em um mesmo look, podendo ser peças mais caras com peças mais baratas, malha com seda, peça originariamente feminina com peça masculina, peça formal com informal. Enfim, peças que tenham mensagens opostas mas coordenadas de forma harmônica e com propósito.look-ano-novoVale pegar o vestidão de tecido fino e usar com rasteira ou com tênis, misturar peça metalizada com moletom, saia chique com t-shirt, misturar algo mais fino com jeans, é só usar a criatividade!

saia-midi

Viu como dá pra usar a roupa do ano novo o ano todo sem ficar caricata? É só usar a criatividade e ousar um pouquinho 💓

 

 

Veja Também:

Share

Moda | Vamos Conversar?

Como arrasar no natal sem precisar comprar roupa nova

By on 14 de dezembro de 2017
Como-arrasar-no-NATAL

Natal é aquela época que todo mundo se preocupa em estar bem vestido – mesmo que seja só pra ficar sentado no sofá da sala. Uma época que deveria priorizar o amor e a paz se tornou uma época estressante (experimenta ir no shopping no dia 24 pra você ver o estresse que é!) e com um apelo enorme ao consumismo. “Precisamos” comprar presentes para parentes e amigos como prova de que não os esquecemos, “precisamos” ter roupa nova pra passar a noite de natal, mas pera aí, precisamos mesmo? Nesse ritmo “natalino” muita gente sai comprando por impulso, sem pensar que em janeiro a fatura chega, estoura o cartão de crédito, compra coisas impensadas e roupas que só usarão uma noite e depois ‘encalharão’ no armário.

Por que precisa ser assim? Por que a gente não faz o propósito dessa época ser maior do que o consumismo? Que tal pensarmos em 3 formas práticas de gastar menos com roupa nessa época?

1 – Use o que já tem

Quando a gente fala de usar o que já se tem muita gente torce o nariz, mas nossas roupas podem ser usadas de n formas sim, basta a gente usar a criatividade. Existem muitas formas de mudar a cara de uma mesma peça, seja usando de uma maneira diferente da que costumeiramente usamos, seja adicionando acessórios, colocando uma terceira peça.

Olha quantos looks diferentes eu consegui fazer com essa pantacourt vinho (fora os que usei e não fotografei). Tem look mais dia, look mais sério, tudo depende da forma como a gente coordena a peça.

Essa calça de animal print usei em uma ocasião mais “arrumadinha” com o blazer preto e  sapato de salto, mas pra uma “andada no shopping” usei com o oxford e a camisa jeans. A calça branca usei em dois momentos mais elegantes, mas ainda assim, em cada look com uma proposta.

O short foi usado com a mesma blusa branca que usei no look com a pantacourt vinho e também casou bem com a blusa de listras que usei em uma outra ocasião nesse último look.

Essas fotos são pra mostrar como nossas peças podem render looks variados, para ocasiões diversas. Talvez você tenha aí um vestido super legal ou uma calça maneirona, então porque não aproveitá-los e usar de uma forma diferente nesse natal? Experimenta sair da zona de conforto e usar de um jeito diferente ou com outras peças o que você já tem. Sabe aquela sua peça favorita? Já que é a favorita por que não usá-la em um dia tão especial como o natal?! Usa mesmo!

2- Compre algo que vá usar depois

Tudo bem comprar algo novo, mas tente comprar algo que você vá usar em outros momentos, em outras ocasiões. Às vezes a gente compra uma roupa (geralmente roupa de festa) pra uma ocasião específica, mas ela não tem muito a ver com nosso contexto de vida ou não é muito prática e acaba ficando um tempão parada no armário esperando o dia que será usada novamente. Por isso, antes de comprar já imagine em qual outra situação você poderá usá-la novamente, com quais outras peças você poderá coordená-la. Ah! E evite comprar peças que precisem de complementos que você não tenha, como um vestido que não combine com nenhum sapato que você tenha e te obrigue a comprar um sapato novo só pra usar com ele.

A galera do Steal The Look montou alguns looks que podem ser usados no natal/ano novo e mostrou como eles poderiam ser usados depois, no dia a dia. É uma forma legal de visualizarmos como podemos usar a peça em um momento e depois usá-la em outras ocasiões, mudando apenas os complementos.

look natal

Viu só como dá pra “adaptar” as peças e usá-las depois? Assim você não fica com peças paradas no armário esperando momentos que você nem sabe quando serão…

3 – Troque ou pegue emprestado

Sabe aquela amiga que tem um vestido que você acha um arraso? Ou ainda uma tia que tem um sapato baphônico? Uma alternativa pra quem não quer gastar dinheiro mas também já cansou do que tem, é trocar com amigas, pegar emprestado ou ainda alugar. Por que ao invés de comprar mais uma peça você não pega emprestado para usar nessas datas? Ou faz uma troca com as amigas?

Esse vestido eu usei no ano passado em um casamento e foi emprestado de uma amiga. Além dele eu já usei muitas peças emprestadas. Usei, arrasei na festa e depois devolvi pra dona feliz da vida! Assim a gente não precisa comprar algo novo e ainda usa algo diferente do que já tem no armário.

Há ainda os “armários compartilhados” e lojas que alugam roupas pro dia a dia (falarei disso em breve aqui!). São lojas onde você pode alugar roupas e ficar um período com elas, ou pode ainda fazer uma assinatura mensal e ter direito a uma quantidade de peças por mês. É uma forma de ter peças diferentes por um valor bem menor e sem precisar comprá-las.

Viu só como é possível fugir da gastação do final de ano? Dá pra gente levar essa época de forma mais leve e curtir o que realmente interessa, sem neura de ter que usar roupa nova. Em vez de roupa nova, que tal look novo (um look ainda que com peças antigas mas usadas de outra forma, formando um ‘look novo’)? Como dizem as meninas da Oficina de Estilo: mais importante que a roupa, é a vida que se vive dentro dela. Então bora viver! ♥

 

 

Veja Também:

Share