Look do Dia | Moda

Sobre saia metalizada e autoconhecimento

5 de julho de 2017

Esse é daqueles looks que tem história pra contar e que no final deu um orgulhinho bom de vestir, sabe?! 

Começando pela blusa de renda que eu garimpei num bazar de troca do Projeto Gaveta – um projeto super legal de troca de roupas que as pessoas não usam mais – e que eu usei com um nózinho para dar um ar mais despojado e quebrar um pouco da feminilidade da renda.

A saia midi plissada metalizada é um super achado que eu até compartilhei no stories do instagram. Achei por R$29,99 na Lojas Renner e como eu já queria uma saia assim há algum tempo não resisti! A questão central é que quando a comprei ela era mais comprida, tipo saia longuete mesmo, e quando vesti no provador rolou um estranhamento porque não é muito a minha altura preferida de saia (prefiro esse midi mais no meio da perna), mas decidi trazer para casa assim mesmo.

Na hora de vestir provei com mil combinações e confesso que fiquei meio travada pra curtir alguma, até que por um impulso decidi cortá-la do tamanho de uma saia midi amorzinho que tenho. E não é que parece que tudo mudou?! Olhei a saia com outros olhos e um novo mundo se abriu à minha frente (risos), já saí criando um monte de looks para ela!

O oxford nude velho de guerra entrou com o intuito de dar uma alongada e deixar a atenção visual na parte de cima. O mix de texturas ficou por conta da blusa de renda com a saia plissada, e arrematei com um colar pra não ficar muito básico.

E onde entra o autoconhecimento que tá no título?

Quando eu provei a saia, no fundo eu já sabia o que não estava me agradando tanto e por isso cortá-la foi tão libertador pra mim e me ajudou a visualizá-la com tantas outras coordenações. Se conhecer faz toda a diferença no processo do vestir, desde a hora da compra até a hora de colocar a roupa e sair. Quando nos conhecemos e temos plena certeza do que gostamos ou não, do que fica melhor na gente ou não, ficamos mais “certeiras”, conseguimos analisar algo e “detectar” o que precisa ser mudado ou o que está faltando. Se conhecer dá aquela sensação gostosa de nos vestir de nós mesmas e não do que os outros querem, aquela sensação de se olhar no espelho e ver que é você que está ali, de olhar para a roupa e se enxergar nela.

Às vezes buscamos tantas referências externas, salvamos tantas inspirações na pastinha do Pinterest, acessamos todos os blogs de moda, mas acabamos esquecendo de nos olhar, de olhar pra dentro de nós mesmas e ver o que de fato gostamos, qual tendência queremos seguir -e se vamos seguir. Ter inspirações é maravilhoso, ter referências também, mas mais maravilhoso ainda é termos como referencial primário nós mesmas, nossos gostos e aquilo que amamos.

Seja o melhor que você puder ser!

Às vezes aquela peça que a gente não consegue usar muito só precisa ser adaptada ao nosso jeitinho. Quem sabe uma customização, um corte, um ajuste, coisas que talvez nem passem na nossa cabeça mas que podem transformar uma peça e deixá-la ao nosso gosto, do nosso estilo!

E ainda que os outros falem que “saia midi não é para baixinhas”, ou que “plissado engorda”, ou tantas outras coisas, a gente segue feliz sendo a gente mesma – com a saia um pouco tortinha – ok, mas com o sorriso largo! 😉

 

Que tal dar uma olhada no seu guarda-roupa e ver se tem algo precisando de uma mexida, hein?! 😉

Veja Também:

Share

Comenta aí! ;)

%d blogueiros gostam disto: